segunda-feira, 8 de novembro de 2010

O Enterro do Pai da Loira


O pai da loira morreu. Mariângela, uma amiga da loura foi chamada para ajudar a cuidar dos preparativos.
- Patrícia, seu pai não pode ser enterrado com esta roupa. Vá comprar um terno para ele.
- Amiga, eu não tenho dinheiro!
- Não tem importância. Eu pago.
E lá se foi a loira em busca de um terno para enterrar seu progenitor.
Feito isto, após o enterro, ela procurou a amiga:
- Preciso de dinheiro para pagar o terno.
- Quanto?
- Duzentos reais.
Ela deu o dinheiro como prometeu.
Passou um mês e a loira a procurou novamente.
- Preciso de dinheiro para pagar o terno.
- Quanto?
- Duzentos reais.
Por ter prometido, a amiga não questionou e deu a grana. Mais um mês se foi e a loira voltou a procurar a amiga.
- Preciso de dinheiro para pagar o terno.
- Patrícia, em quantas prestações você comprou este terno?
- Heloooo! Nenhuma... É que o terno era muito caro, então ao invés de comprar, eu aluguei...

5 comentários:

  1. Oi amigo Marivan

    kkkkkkkkkkk nossa muito boa mesmo,tadinha da loira,que terno caro que vai sair ein,a amiga vai ter que pagar o terno por toda eternidade.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. KKKKKK!!!!

    ainda bem que sou morena!!!
    rsrsrsr desculpem as loiras, nada contra...

    bjus!

    ResponderExcluir
  3. Essa entende de economia! ahauhauahauha

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    hsuahsuahsuahs

    Muito Boa piada!

    Agora o jeito é ficar pagando todo mês o aluguel do terno..kkkk

    Grande Abraço;
    Lauro Daniel

    ResponderExcluir
  5. essa foi ótima vou contar pra meus amigos kkkkkkkkk

    ResponderExcluir